ONDE ESTÁ O SEU FOCO? NA TAREFA OU NO RESULTADO?

A maioria das pessoas hoje vive uma vida multitarefas. Porém a pergunta que se precisa fazer é: as tarefas que você realiza te afastam ou te aproximam dos seus resultados? É certo que a tarefa é um meio para se alcançar os resultados, porém o que se observa são pessoas fazendo tarefas. Bons profissionais executando muito bem as suas tarefas mas desconectados dos resultados. Como diz Paulo Vieira: você precisa saber porque está executando esta tarefa? Em quanto tempo essa tarefa precisa estar pronta? De que forma ela precisa ser feita para me aproximar do meu objetivo?

Se você quer ter sucesso na vida precisa analisar se você é um tarefeiro ou uma pessoa focada em resultados. Isso é importante porque existem pessoas que executam as tarefas com qualidade, competência e na velocidade certa, mas totalmente desconectado com os objetivos. A consequência disso é uma enorme frustração, pois inobstante o investimento pessoal, o gasto de energia e dedicação despendidos, não se alcançou o resultado.

 

Você precisa se perguntar:

Se eu continuar trabalhando da forma como eu trabalho hoje, eu vou alcançar o sucesso profissional que eu desejo?

Se eu continuar guardando dinheiro da forma como eu guardo hoje, eu vou alcançar a minha liberdade financeira?

Se eu continuar me relacionando com o meu companheiro/companheira, como eu me relaciono hoje, eu vou ter o sucesso na vida afetiva que eu desejo?

 

Essas perguntas precisam ser feitas sob pena de se passar uma vida inteira agindo de forma errada na expectativa de um resultado que NUNCA virá! Quando eu questiono as minhas ações, quando eu identifico o motivo pelo qual faço as coisas, e mais, quando me pergunto se as minhas ações me conduzirão aos resultados que desejo, eu me dou a oportunidade de avaliar, de redirecionar minhas ações, de mudar de rota no meio do caminho, de ajustar o que precisa ser ajustado, tudo com foco nos meus objetivos.

Observe que não basta executar bem uma tarefa, ser excelente naquilo que se está fazendo, fazê-lo com qualidade, perspicácia, competência e comprometimento, pois de nada valerá se a tarefa executada NÃO te conduzir ao resultado esperado.

Isso acontece muito em empresas, onde a maioria dos colaboradores estão preocupados em executar bem as suas tarefas e quando são chamados a atenção pelos seus superiores se ressentem por acreditarem estar fazendo um bom trabalho. Ocorre que, A TAREFA NÃO PODE SER UM FIM EM SI MESMA. Se ela estiver desconectada com o resultado que a empresa precisa, ela não terá qualquer valor. Assim, não basta trabalhar duro, ficar além do horário, ser comprometido em realizar tarefas que não te conduzirão aos resultados esperados pela empresa.

Busque definir com muita clareza os seus objetivos e estabeleça as suas metas de forma muito clara, como se você as pudesse fotografar.

Pergunte-se: onde eu quero estar daqui há um ano? Daqui há cinco anos? Daqui há 10 anos? Escreva em um papel para que fique registrado. Estabeleça uma data para a realização. A resposta à essas perguntas formarão o seu quadro de metas que passará a ser o grande FAROL da sua vida. A fixação de metas e objetivos te ajudarão no processo de decisão, serão os grandes balizadores das suas escolhas. Sempre que você estiver diante de uma escolha, você se perguntará: esta escolha me levará ao sucesso que eu quero? Se a resposta for sim, essa é a escolha certa a ser feita.

Na verdade, o que sabemos ou achamos que sabemos, geralmente é o grande sabotador da nossa vida, pois quando eu acredito saber alguma coisa, não me disponho a aprender nada a respeito daquele assunto, tampouco me questiono a respeito do que faço e a forma como faço, pois tenho certeza de que é o certo.

Como diz o filósofo Sócrates: “uma vida não revisada, não merece ser vivida”. Vivemos em um mundo em constante transformação, tudo muda o tempo todo. A forma como se faziam as coisas há 5 anos atrás, já não é a mesma, tendo em vista os avanços tecnológicos, o rompimento das fronteiras e o acesso a tudo em tempo real. Mudar é a palavra de ordem, ter flexibilidade, estar aberto a aprender virou questão de ordem e de sobrevivência no mercado de trabalho.

Então, o meu convite é: questione tudo o que você está fazendo o tempo todo, pois sempre haverá uma forma melhor, mais rápida, mais efetiva de fazer as coisas e que te trará melhores resultados.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *