2 sinais de baixa auto estima que podem te prejudicar e aprenda a evitá-los

A auto estima é um sentimento de auto-amor, auto-aceitação e auto-aprovação. A pessoa que possui este sentimento tem um diálogo interno positivo e sente-se capaz de realizar coisas positivas. Sente-se merecedora de todas as bênçãos do universo.

Quando você se ama, você acolhe a sua luz e a sua sombra. Entende que todos estão no planeja para crescer e aprender, ninguém está pronto. O perfeito já não anda por aqui. É por isso que tem paciência consigo, com os seus erros. Contudo, procuro aprender com eles para não repeti-los.

A pessoa que se ama tem um diálogo positivo consigo mesma! Olha-se no espelho e se valida, diz o quanto está bela, o quanto aquela roupa lhe cai bem, o quanto tem caminhado, o quanto já não comete os mesmos erros do passado, o quanto está ficando craque em alimentar pensamentos positivos, o quanto tem sido coerente com a sua alimentação e exercícios físicos.

A pessoa que se ama sente-se importante, única, distinguida e pertencente. É um sentimento de adequação e inteireza que potencializa todas as suas qualidades e te faz enxergar o mundo de maneira positiva, como um lugar onde tudo é possível. Quando você começar a sentir excessivamente insegura, inadequada e começar a se comparar com os outros, é sinal que você não está se sentindo bem com você, não está se amando.

 

Não podemos nos comparar com outra pessoa, pois cada um é único e especial. Cada um tem dons que nenhuma outra pessoa tem e que fazem diferença na harmonia do universo. Independentemente da expressão social desse dom, ele será de grande valia para alguém. Cabe a você descobrir e fazer com que ele seja potencializado e expandido.

Foi o caso de um mecânico que tinha uma deficiência e por isso trabalhava consertando brinquedos de um parque de diversões, porém se ressentia da sua condição por acreditar tratar-se de algo insignificante. Ao final de sua vida, ele foi recebido com grande alegria no plano espiritual, pois seu trabalho dedicado e humilde tinha salvado a vida de milhares de crianças.

Assim também é a nossa vida. Temos dons inestimáveis e não conseguimos valorá-los por acharmos que os dons dos outros são melhores que o meu. É preciso entender que se o outro caminhou é porque ele pagou o preço para isso. Tudo o que ele já conquistou foi fruto de um plantio, de uma gestação e de uma colheita, e que também nós podemos conquistar o que ele conquistou, portanto, ponha-se a caminho.

Ao invés de invejar o outro, trabalhe e conquiste o seu lugar, o seu espaço, o corpo que você deseja, o cargo que você quer estar, o casamento dos seus sonhos. Ao invés de ser ressentir com aquele que conquistou aquilo que você gostaria, tenha ele como sua fonte de inspiração, o seu modelo. Aprenda como ele chegou lá, o que precisou fazer, de que forma ele pensa e sente. Este é o caminho da reconciliação consigo e aprendizado.

 

 

Tenha uma visão positiva do seu futuro! Defina os seus objetivos, faça um mural que contemple todos os seus objetivos e visualize-o diariamente. Veja-se alcançando o seu objetivo, imagine a roupa que você vai estar usando, o cheiro do lugar, a pessoa com quem você vai estar, a música que vai estar tocando, a sua emoção, a repercussão na família, construa cada detalhe, pois assim será!

Pare de olhar para os outros e comece a olhar pra você! Essa não é uma atitude egoísta, mas sim uma postura de quem quer estar consigo mesmo, se fortalecer, se conhecer, aprender com os erros e caminhar.

Pare de buscar a opinião dos outros para tudo. Comece a se perguntar o que você acha a respeito das pessoas e circunstâncias, como você se sente, quais as consequências das suas ações, que mal pode fazer aos outros e a você mesma. Quando nos fazemos perguntas, as respostas chegam e nos sentimos seguros.

Concentre as suas energias no presente! Aja na direção dos seus objetivos. Não perca o foco se ressentindo com o passado, tampouco fique na ansiedade do futuro. É no presente que se constrói. É no presente que temos poder! Então, fique nele.

Além disso, visite hospitais, asilos, creches! Vá ver a miséria, a miséria humana, e entender as bênçãos que foram derramadas sobre a sua vida. Doe-se ao próximo e descubra o valor de um sorriso, de um abraço, de uma palavra, de um ouvido, de um olhar carinhoso. Retire-se do centro do universo que suas dores parecerão insignificantes e sem sentido.

Faça exercícios físicos todos os dias, ainda que caminhada, pois os exercícios liberam uma química positiva pro organismo que te ajudará a mudar a sua percepção de mundo. Cuide também da sua alimentação, ingira somente o que você sabe que te faz bem.

 

Cuide do seu pilar espiritual, estreite a sua relação com o seu Deus, fortaleça a sua fé. Frequente semanalmente um estudo que expresse a sua fé. Vale declarar diariamente o salmo 23, reforçando que você não está só, mas amparado.

 

Comece a meditar! A meditação te coloca em contato consigo, com o seu inconsciente, além de limpar os pensamentos excessivos que temos ao longo do dia.

 

Estimule positivamente a sua mente! Leia livros edificantes como “Picos e Vales”, “O Cavaleiro Preso na Armadura”, “A Boa Sorte”, “Quem mexeu no meu queijo”, “as sete leis espirituais do sucesso”, “Você pode curar sua vida” ; assista vídeos.

Vigie o que você ouve e o que você fala. Não estimule fofoca, nem participe de conversas negativas. Dê opiniões balizadas, que possam contribuir com a vida de alguém positivamente.

Só você pode mudar o seu mundo, mudando a sua lente! Este é o único caminho, o caminho do EU. Mergulhe de cabeça…você vai se deliciar!!!!

Conte comigo!

Daniela Salomão

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *