FREQUÊNCIA VIBRACIONAL: A CHAVE PARA MUDAR A SUA REALIDADE

De um modo geral, todos desejamos prosperidade, realização pessoal e profissional, saúde, elevada auto estima, autoconfiança, harmonia, felicidade, amor, dentre outros. Acontece que todas essas emoções e realizações vibram em elevadas frequências, geralmente a partir de 500 hertz como é o caso do amor, 540 hertz a alegria, 660 hertz a paz e 700 hertz a iluminação.

Ocorre que, contrariamente à essa realidade, a maioria das pessoas encontra-se vibrando em baixíssimas frequências, pois vivem na culpa cuja frequência é de 30 hertz, no medo, 100hertz, no ressentimento e na tristeza,75 hertz, na raiva, 150 hertz, na vergonha, 20 hertz, emoções que se encontram muito abaixo do padrão frequêncial do que se deseja.

É por isso que é transformar um sonho em realidade parece uma tarefa tão difícil e de hercúlea realização.

Tudo no universo funciona através de frequência e vibração. Toda informação está disponível para todos em frequências próprias, cujo acesso se dá pela sintonia.

É o que acontece quando se liga o rádio. Existe uma série de emissoras, cada uma com uma programação musical, jornalística e de entretenimento própria, que funcionam em determinadas frequências. Para que você acesse uma emissora específica, precisará sintonizar o seu rádio à frequência dessa emissora, só então acessará sua informação.

Assim, se você quer obter informação jornalística, você poderá sintonizar seu rádio em FM 106.1 MHz e acessar a CBN, se você quiser ouvir música popular brasileira, você poderá sintonizar a frequência FM 100,9 MHz e acessar a Inconfidência e se você quiser ouvir funk, poderá sintonizar a frequência FM 102,1 MHz para acessar a BHFM.

O mesmo acontece na vida real…

O universo disponibiliza para todos infinitas possibilidades, ocorre que ao invés das pessoas se sintonizarem na frequência daquilo que desejam, através do cultivo de emoções positivas, elas, consciente ou inconscientemente, sintonizam com vibrações de baixa frequência e, por isso, acabam por se conectar com o que há de pior.

É que, na verdade, encontramos no universo aquilo que procuramos! É exatamente como fazermos na internet, pesquisamos e encontramos exatamente o que buscamos. Embora hajam infinitas informações, você só vai encontrar aquilo que buscar.

Desta forma, encontramos pessoas que buscam meditação, pessoas que buscam jardinagem, política, viagens, armas de fogo, pornografia…cada uma sintonizando as informações compatíveis às suas respectivas vibraçõe, já que o interesse decorre daquilo que você pensa e sente.

Ao selecionar o objeto do seu foco, através dos seus pensamentos e sentimentos voltados para um único ponto, você está, na verdade, criando o seu próprio mundo, uma vez que dentre as infinitas possibilidades disponíveis, você escolheu aquela possibilidade para ser a sua, ou seja, a realidade que materializará na sua vida.

Isso significa dizer, que você está construindo o seu destino, a sua realidade, a cada pensamento e sentimento que emana e ainda que não tenha consciência disso, sofrerá os efeitos do conteúdo do seu foco que inexoravelmente manifestar-se-á na sua realidade, a não ser que você mude doe forma radical sua forma de enxergar o mundo. Daí porque cardiologista Carlos Veiga (live no seu canal do instagram @carlosveiga.jr), dizer “não há UM MUNDO e SETE BILHÕES DE CONSCIÊNCIAS, mas sim UMA única CONSCIÊNCIA e SETE BILHÕES DE MUNDOS.

Não há um mundo e sete bilhões de Consciências. Ao contrário, o que há é uma única Consciência e sete bilhões de mundos

Cada indivíduo busca na Grande Consciência os valores, amores, princípios, pensamentos e sentimentos que retratarão a sua realidade, daí porque somos chamados de co-arquitetos da nossa vida.

Para explicar melhor essa realidade, Amit Goswani, em seu livro o Ativista Quântico, nos ensina que “não existe nada além da consciência. Em vez de a matéria ser tudo, a consciência e´a base de toda existência e os objetos materiais consistem em ondas quânticas de possibilidades da consciência. Quando a consciência escolhe, essa escolha vem de suas próprias possibilidades e não requer interação” ou em outras palavras, “quando percebemos que a consciência é a base de toda a existência e que objetos materiais são possibilidades da consciência, então também percebemos a natureza da causação descendente – ela consiste na escolha de uma das faectas do objeto multifacetado da onda de possibilidades, que então se manifesta como uma experiência concreta.”

Poderíamos fazer uma analogia dessa realidade com um grande teatro. Imagine-se em uma de suas poltronas assistindo a uma peça. O palco está cheio de objetos, cenário e atores. Porém a realidade da peça está centrada no foco do holofote direcionado pelo diretor. Tudo o mais está no escuro e diante do forte contraste, nada mais se consegue ver. Ao escolher em que dar o foco, o diretor resume a peça naquela cena e naquele ator e nada mais importa, porque é só o que se pode ver.

Da mesma forma, poderíamos comparar essa realidade com um grande supermercado, no qual você tem produtos de todos os tipos e origens nas prateleiras. Inobstante os milhares de opções ofertadas, as pessoas saudáveis vão no setor de frutas e proteínas e ali selecionam seus alimentos, já as pessoas não saudáveis vão à sessão de pães, bolos, biscoitos e achocolatados. A pergunta que precisa ser respondida é qual sessão você vai visitar para selecionar os alimentos que vão nutrir o seu corpo?

Ou, noutras palavras, quais verdades você tem selecionado para pautar a sua vida?

Assim, toda vez que você olha pra você ou pra sua vida e se sente gordo, fracassado, mal amado, abandonado, limitado, infeliz e escasso é isso que você está escolhendo, em meio a milhares de possibilidades, para materializar na sua vida, pois é o olhar do observador que faz colapsar a função de onda.

Sobre esse conteúdo, Haroldo Dutra Dias trouxe uma abordagem extremamente interessante, na conferência sobre o livro “Pensamento e Vida” ocorrida no Fórum Lafaiete, em Belo Horizonte, dia 04.02.2020, na qual ele alertava os presentes a não perderem tempo e energia demasiados com os frutos que já penderam do pé, uma vez sobre eles nada mais há para ser feito.

Os frutos, nesse caso, são as circunstâncias que já se manifestam na sua vida. São os resultado de causas que precisam ser identificadas e tratadas. Ressentir-se com o resultado ou contra ele revoltar são atitudes que não vão mudar em nada a sua realidade, a não ser para piorá-la, pois enquanto você mantém o seu foco no negativo, continua co-criando mais do mesmo.

E ele continua, há que se cuidar da árvore, que é o grande causal de todas as coisas! E essa área árvore são os seus PENSAMENTOS. Toda realidade manifestada na sua vida, seja ela positiva ou negativa, todos os problemas que você vive tem um fio condutor que lhe conduz aos seus pensamentos.

Os pensamentos, segundo Carlos Magno de Oliveira, pesquisador de psicobiofísica, são as formas de todas as formas.

O fato do pensamento se desenvolver no mundo interior de cada indivíduo não impede que ele tenha o poder de definir a realidade daquele indivíduo, mas de igualmente influenciar a realidade daqueles que com ele convivem. É que, conforme explicado acima, o pensamento NÃO É ALGO ABSTRATO, É MATÉRIA!

O pensamento, gera o sentimento que gera o colapso de função de onda, fazendo com que a matéria passe a funcionar como partícula, tornando-se realidade. Não é a toa que pensamentos negativos constantes desencadeiam doenças emocionais, físicas, desequilíbrios financeiros, profissionais e de toda ordem.

Tudo o que você pensa, você sente. Tudo o que você sente, você VIBRA e tudo o que você vibra, você atrai para a sua vida, porque produz o colapso de função de onda, trazendo à realidade aquilo que não existia.

É por isso que muitas vezes as pessoas não entendem porque elas vivem o que vivem. É que racionalmente elas querem ser felizes, prósperas, terem um relacionamento estável, uma pessoa amorosa, bem sucedida, ter um bom trabalho, etc. Contudo, internamente e, muitas vezes, inconscientemente, elas não se sentem merecedoras, capazes, acreditam que nada dá certo pra elas, que ganhar dinheiro é difícil, que ser rico é para poucos….

A física quântica descreve os objetos como possibilidades, e a consciência serve à função causalmente potente de transformar a possibilidade em experiência concreta por meio da liberdade de escolha.”(Amit Goswami, Ativista Quântico, p.48) . Assim, ao escolher esses sentimentos de impotência e incapacidade, em meio a todas as possibilidades, os indivíduos estão criando a sua realidade.

Contudo é preciso ficar claro que, embora as situações de dor sejam frequêntes e muito comuns no planeta, a materialização de uma nova realidade, demanda constância, persistência, disciplina e tempo. Exige um esforço individual para manter-se em uma mesma frequência, ao longo do tempo, até que a mudança aconteça. Isso é verdade tanto para coisas positivas, como para as negativas.

Observe o exemplo da semente de goiaba, ela é programada para vibrar em uma determinada frequência ao longo do tempo. Ao fazer isso ela seleciona, no universo de possibilidades de ser um pé de laranja, de caju, de maracujá, a opção de ser pé de goiaba e mantém-se vibrando na mesma frequência e, com isso, criando partículas que vão unindo-se a ela para gerar o seu crescimento e transformação em uma verdadeira árvore.

Entenda que esta semente não se tornou árvore em uma semana, esse processo geralmente leva meses ou mesmo anos, a depender do tipo de semente.

O mesmo acontece com os seres humanos, que vão escolhendo o que colapsar a partir de sua frequência e vibração determinada pelos seus pensamentos e sentimentos. Contudo, o fato de oscilarem demasiadamente a sua frequência, vibrando gratidão hoje, tristeza amanhã, fracasso no dia seguinte, não conseguem materializar a realidade que desejam.

Assim, começam bem, confiando, acreditando que vai dar certo, passado algum tempo começa a dúvida, depois vem o medo e a partir daí o sentimento de incapacidade domina e desistem, para depois começarem todo o ciclo novamente. Essa atitude impede que a realidade de suas vidas mude, dando uma dolorosa sensação de não se estar saindo do lugar, que é verdadeira.

O fato do padrão vibratório predominante do planeta girar em torno de 200 hertz, segundo o estudo feito pelo médico psiquiatra americano, criador da Tabela de Consciência, Dr. David Hawkins, vemos mais miséria do que prosperidade, mais dor e sofrimento do que alegria e amor.

Brinco que deveríamos ter detectores de pensamentos que funcionassem como aqueles produtos químicos que se colocam em piscinas de clubes para denunciar quem está usando a piscina de maneira inadequada. Cada pensamento deveria exteriorizar uma cor que trouxesse consciêncai ao seu emissor do seu conteúdo e gravidade, bem como do que ele é capaz de plasmar no âmbito da sua vida pessoal.

É chegada a hora dos indivíduos expandirem suas consciências, de deixarem apenas de conhecer, para APRENDER, para verdadeiramente aplicar tudo o que são capazes de saber em suas próprias vidas, a fim de promover definitivamente a grande MUDANÇA que tanto necessitam.

Para isso, faz-se necessário um esforço pessoal de vigília e mudança do padrão mental e emocional, para que a humanidade possa elevar sua frequência vibracional a, no mínimo 500 hertz, sintonizando-se com a frequência vibracional do amor, que é a única emoção capaz de cobrir uma multidão de pecados e dar a humanidade a chance de recomeçar e de construir uma nova realidade para as suas vidas.

Um forte abraço

Daniella Salomão

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *